PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

5 vantagens de se apaixonar por um homem feio

Luiza Sahd

09/01/2020 04h00

A discussão mais tradicional da internet brasileira é a polarização bolacha X biscoito. A segunda discussão que mais mobiliza as pessoas em redes sociais atualmente é, sem dúvida, a aparência de Adam Driver. O protagonista de "História de um Casamento" está na boca do povo desde 2012, quando a série "Girls" fez um sucesso estrondoso e muita gente ficou sem entender se amava ou odiava o personagem de Adam. O mesmo parece acontecer em relação à aparência do ator.

Antes de mais nada, gostaria de frisar que sou do time das apaixonadas por Adam Driver. Se o rosto dele é esquisito ou mal diagramado, não me importa. Adam Driver: estou solteira. Dito isso, vamos aos fatos. Se todo mundo que sente atração por homens já sofreu de amor por algum homem feio, por que as pessoas se emocionam tanto discutindo a beleza deste homem feio?

Detratores dirão que o ator é apenas branco, alto e rico — não bonito. As Adam Drivers como eu podem esclarecer que ele tem charme e talento suficientes para seduzir a população de 15 países do tamanho da Rússia, mas o que importa é: amar um homem feio tem muitas vantagens.

1- Reparação histórica

Ao longo de toda a história da civilização ocidental, deuses gregos têm sido os ícones de beleza masculina que habitam o imaginário popular. Eles ostentam rostos perfeitamente simétricos, corpos atléticos, poder e astúcia. Homens semelhantes ao padrão dos deuses gregos já têm de tudo, só o que faltava era terem também as nossas lágrimas de amor. Não.

Quem sonha com uma sociedade mais justa deveria começar parando de dar moral a homens que parecem deuses gregos para distribuir um pouco de afeto aos mais necessitados.

Veja também

2- Autoestima masculina

Todo mundo sabe que a autoestima masculina é, via de regra, mais desenvolvida do que a feminina. Muito mais. Gosto muito da história que uma amiga contou em que o pai dela assistia TV e criticava uma cantora "fora de forma" por estar com a barriga à mostra. Este pai estava como? Fora de forma com a barriga à mostra enquanto tecia os comentários depreciativos à mulher barriguda como ele.

Se a autoestima de qualquer homem é geralmente invejável, imagina a do homem bonito? Para não reforçar esse problema, idealmente, a gente pode optar pelo homem feio. Já que gostamos de homens e vamos nos relacionar com algum ou alguns deles, que seja o menos convencido.

3- Dedicação diferenciada

Estou segura de que homens feios são normalmente mais legais do que os homens bonitos por dois motivos: primeiro porque já me envolvi com ambos e os feios me trataram sempre melhor; segundo porque nunca me considerei muito bonita e, com isso, faço um esforço constante para ser outras coisas além de atraente — tento ser agradável, inteligente, bem-humorada etc.

Na média, as pessoas que não são (ou não se acham) belas tentam ser queridas de formas alternativas. As pessoas indiscutivelmente bonitas, no pior cenário, vão sair na rua e já ganhar sorrisos gratuitos de admiradores. O mundo é um lugar injusto demais.

4- Tranquilidade para ir ao banheiro

Um dos relatos mais tristes que ouvi na semana do Ano-Novo foi o da colega que pegou um homem muito bonito na balada, foi ao banheiro e, quando voltou, o rapaz estava sem-graça tentando se desvencilhar do papinho mole de outras duas solteiras da festa.

Quando você sai com um homem feio bacana, até que as outras pessoas solteiras descubram o tesouro que você está escondendo para si, dá tempo de fazer xixi e até cocô tranquilamente na balada. Valorize o seu homem feio local.

5- A hora do adeus

Só quem já tomou pé na bunda de homem feio sabe o alívio que é não ficar remoendo o término com a desconfiança de que a pessoa foi embora porque você não é bonito ou bonita o bastante para estar com ele.

É nessa hora que a gente entende como podemos ter outros defeitos mais importantes do que os estéticos ou que, simplesmente, muitas relações terminam porque o timing de vocês era diferente. Experimente aí na sua casa.

As desvantagens

As desvantagens de amar um homem feio também existem, claro. Passei toda a adolescência namorando um homem de beleza questionável e as pessoas achavam que eu era louca por sentir ciúmes dele. Ao contrário delas, eu conhecia perfeitamente os outros atributos encantadores daquele cara e sabia, inclusive, que carisma, charme e inteligência podem ser muito mais afrodisíacos do que um rosto simétrico ou do que o famigerado abdômen tanquinho. Quando tentava me explicar, a galera me perguntava por que eu não resolvia sofrer logo por um homem bonito, já que eu sofreria de qualquer forma. Deixar de ser ciumenta foi o grande triunfo da minha vida adulta.

Antecipando os questionamentos que seguramente receberei sobre mulheres feias: essa discussão também ganhou força nas redes sociais por causa da polêmica sobre Adam Driver e prometo falar sobre isso em outro post. Por enquanto, vamos ficar com essa fala nacionalmente consagrada de um homem feio (mas que parecia nem desconfiar disso) sobre mulheres feias.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Luiza Sahd é jornalista e escritora. Colaborou nas revistas Tpm, Superinteressante, Marie Claire e Playboy falando sobre comportamento, ciência, viagem, amor e sexo. Vive entre São Paulo e Madrid há anos, sem muita certeza sobre onde mora. Em linhas gerais, mora na internet desde 2008.

Sobre o blog

Um lugar na internet para falar das coisas difíceis da vida -- política, afeto, gênero, sociedade e humor -- da maneira mais fácil possível. Acredita de verdade que se expressar de modo simples é muito sofisticado.

Blog da Luiza Sahd